Como ajudar alguém com ansiedade. Entenda com a Psiquiatra Maria Fernanda Caliani



TIPOS DE ANSIEDADE: TAG, TEPT, TOC, FOBIAS.
UM DOS NOSSOS SEGUIDORES PERGUNTOU COMO AJUDAR QUEM SOFRE DE
ANSIEDADE???
– LEIA MAIS SOBRE A DOENÇA DELA
– Pessoas com TAS têm desenvolvido pensamentos automáticos
negativos que estão desalinhadas com a realidade, aumentam a
ansiedade e diminuem a sua capacidade de lidar com a vida. Estes
pensamentos ocorrem instantaneamente quando você pensa sobre uma
situação provocadora de ansiedade. Por exemplo, se você tem um medo de
falar em público, apenas pensar sobre a situação irá provocar pensamentos
de vergonha e medo do fracasso. O objetivo é substituir essas distorções
com dados mais realistas. Se seu cérebro se tornou acostumado ao longo
do tempo a pensar negativamente e ter pensamentos ansiosos, ele precisa
ser gradualmente treinado para pensar de uma maneira nova. Apenas dizer a
si mesmo “Eu vou ser menos ansioso próxima vez” não funciona porque esta
é uma declaração irracional, dada a sua forma atual de pensar.
– ESTIMULAR A ENFRENTAR OS MEDOS, MAS AOS POUCOS. Terapia de
exposição envolve expor-se gradualmente a situações que provocam
ansiedade de modo que ao longo do tempo elas provocam menos medo.
Terapia de exposição para transtorno de ansiedade social tem de ser um
processo muito gradual. Se jogar de cara no medo pode não resolver e piorar
a situação.
– A NÃO MINIMIZE O SOFRIMENTO DA PESSOA (“NÃO DÊ IMPORTÂNCIA
A ESSA BOBAGEM”). "Para alguém com ansiedade, tudo é importante."
Para ajudar, tente aproximar-se dela com uma perspectiva de incentivo, em
vez de implicar que ela "surtou" por causa de algo sem importância. Lembrar
à pessoa que ela já superou esse pânico antes pode ajudar a confirmar
que sua dor é real e ajudá-la a empurrar para longe os sentimentos
arrasadores.
– Em vez de dizer a alguém para "aguentar", praticar empatia é o segredo,
DEMONSTRE COMPAIXÃO. "É horrível sentir isso" ou "Que pena que você
se sinta assim".
– Em vez de se concentrar nos pontos negativos do comportamento
desse indivíduo, pense no lado positivo que ele pode gerar caso mude.
Por exemplo: se a pessoa evitar situações sociais, diga algo como "Imagine
quantas oportunidades de interação social você vai ter na festa de hoje! Eu já
fiz grandes amigos nesse tipo de evento" em vez de ficar irritado.
– NÃO PEÇA PARA A PESSOA SE ACALMAR. Oferecer para fazer algo com
a pessoa talvez seja a melhor maneira de ajudar a aliviar seus sintomas.
Atividades como meditação, dar um passeio ou fazer exercícios são maneiras
positivas de ajudar. Leve a pessoa para um ambiente tranquilo e livre de
estresse.  O objetivo aqui é manter a situação sob controle. [1] Ajude a pessoa

a encontrar um canto isolado ou alguma parte tranquila do ambiente se vocês
estiverem em um lugar cheio de gente. Faça isso discretamente para evitar
chamar atenção para vocês, o que poderia agravar ainda mais a ansiedade
do seu amigo.
– Pratiquem exercícios de respiração. Eles são uma das melhores formas de
aliviar o pânico e a ansiedade que, às vezes, podem acelerar a respiração ou
provocar falta de ar. Faça os exercícios com seu amigo para ajudá-lo a
recobrar o controle da própria respiração, direcionar o foco para alguma coisa
e relaxar.
– Ouça. Uma das melhores coisas que podemos fazer por uma pessoa ansiosa
é ouvi-la — ter alguém com quem falar sobre os sentimentos vai ajudá-lo a
processar a ansiedade.
– Fique ao lado dele. Mesmo que não saiba ao certo o que fazer, o simples ato
de fazer companhia para a pessoa ansiosa já pode ser uma grande ajuda e
consolo. Pergunte: "Posso fazer alguma coisa?". Se a resposta for negativa,
simplesmente faça companhia e mostre que está lá por ele. Muitas vezes,
não há nada que possamos fazer para ajudar alguém a superar a ansiedade,
já que ela terá que seguir o próprio curso e ir embora por conta própria, mas
fique ao lado do seu amigo para que ele não se sinta tão sozinho.
– ENTENDA QUE VC NÃO É RESPONSÁVEL PELO QUADRO DAQUELA PESSOA
– Recomende que ele busque tratamento. Diga que quem recorre a sessões
de psicoterapia, medicamentos ou à combinação de ambos costuma ser bem sucedido.

Inscreva-se no canal e tenha mais informações também em nosso site: www.neurologiaepsiquiatria.com.br

Conteúdo Completo



Saiba mais do Robô IQ OPTION de AUTOMATIZAÇÃO
Veja também sobre o Melhor Bot Opções Binárias 2021
E que tal um bot grátis de IQ Option? Sistema Automático de Opções Binárias

39 comentários em “Como ajudar alguém com ansiedade. Entenda com a Psiquiatra Maria Fernanda Caliani

  1. Vendo este vídeo, para ajudar minha namorada.. ela sofre com isso e eu na maioria das vezes nao sei como agir… a não ser tentar acalma-la.. ela sempre com uns pensamentos negativos.. eu fico mal por ver ela nessa situação…
    Amo ela ❤ e o que mais quero é ajudar ela a se livrar deste mal que fica consumindo o psicológico dela… obrigado pelo vídeo.

  2. Tô precisando de ajuda, minha namorada tem isso, ela fica sempre imaginando o pior em tudo e ela emana muito da minha atenção e do meu tempo…

  3. Estou assistindo esse vídeo que estou com ansiedade tudo o que ela falou no vídeo e vivo sinto enjoos fraqueza vontade de desmaiar e não sei como lidar com isso pq ajudar é poucos pra criticar são muitos

  4. Cara vou te disse numa boa quem tem conhecimento é muito tranquilo em suas visões e atitudes junto a um todo obrigada Dra. valeu mesmo de uma magnitude grande pra todos gratidão.

  5. Vídeo muito bom! Vejam também o material do CEPFAM – Centro de Estudos e Psicoterapia para Fobia, Ansiedade e Medo, tem muita coisa gratuita que pode ajudar as pessoas. Eles também sugerem as melhores psicoterapias para quem sofre de ansiedade.

  6. Dotora eu só uma dela eu tenho ansiedade minha eu dormo e tanta coisa que vem na minha mente me ajudem eu que essa ansiedade dotora Fernanda

  7. Em maio a tantas enrolação encontrei um professor técnico em clonagem de whatsapp na minha cidade que está ajudando bastante em questão de Clonar e hackear pode chamar que ele consegue entra de verdade 85 981688552*****

  8. Meu namorado tem ansiedade, e nós andamos brigando com certa frequência. É a distância, eu não posso fazer muito por ele, então me sinto muito mal. É de mim não saber como conversar ou me expressar, nas horas que ele mais precisa, eu me desespero e falo tudo errado. Aí acaba em discussão e só piora a situação dele. Agradeço por ter feito esse vídeo! Sinto que agora consigo lidar melhor.

  9. Agradeço imensamente a ajuda valorosa que você tem nós dado. Tenho compartilhado seus vídeos com meu cunhado que está passado por algumas crises de ansiedade, Ele não tem conseguido marcar consultas com facilidades , pois os profissionais estão com a agenda lotada .Ele mora na Flórida não fala português,mais minha irmã está vendo seus vídeos para poder ajuda lo .Muito obrigada você e uma ótima profissional.Deus abençoe sempre.

  10. Vendo o vídeo pra ajudar minha mãe levei ela no medico as pressas deu crise forte baixou batimentos dor no peito do nada desmaiou ela sempre acha que tá acontecendo algo com alguém se preocupa a toa

Os comentários estão encerrados.